terça-feira, 27 de julho de 2010

quinze dias


Férias. Uma semana pra elas acabarem. E ao estalar de 2 de agosto apenas me restarão lembranças gostosas de raras tardes ensolaradas e risonhas, cheias de fotos, novidades, ansiedades; noites de internet e chocolate, conversas, querências. 
Vontades que serão transferidas para as próximas férias, impossíveis de serem realizadas nas míseras duas semanas dadas pela escola. Vontade de arrumar as malas, pegar um carro, um avião, um ônibus, o que for, e sair desse lugar, nem que fosse por dois ou três dias, apenas respirar um ar diferente, ver gente de outro lugar e esquecer um pouquinho o que deixamos e fizemos aqui. 
Nada como queremos, comigo definitivamente não é diferente, mas a trilha sonora desses quinze dias ainda toca nos meus fones de ouvido e ainda ecoa na minha cabeça, como de lembrança de tudo que foi me permitido mudar durante esse período, de todos os conselhos, todas as palavras, todas as verdades, todas as  minhas conclusões. Como nunca tinha sido, novas músicas de bandas ouvidas desde sempre, vozes nunca ouvidas, batidas estranhas, pronúncias variadas; não só na música, na vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário