quinta-feira, 29 de abril de 2010

mil palavras 1

"Lembra-se do dia que peguei emprestado o seu carro novo em folha e o amassei? Pensei que você me mataria, mas você não me matou. E lembra-se daquela vez em que eu o arrastei para a praia e você disse que ia chover, e choveu? Pensei que iria dizer 'Eu não disse?', mas você não disse. Lembra-se que eu namorei todos os caras para te fazer ciúmes, e consegui? Pensei que você fosse me largar, mas você não me largou. Lembra-se da vez que derrubei torta de morango em cima do tapete do seu carro? Pensei que você fosse me bater, mas você não me bateu. E lembra-se da vez que me esqueci de lhe avisar que a festa era a rigor e você apareceu de jeans? Pensei que você fosse me largar, mas você não me largou. E houve uma porção de coisas que você não fez. Mas me aguentou, me amou, e me protegeu. Haviam muitas coisas que eu queria lhe retribuir quando você voltasse do Vietnã. Mas você não voltou."

Autor desconhecido .

mil palavras (about)

Bom, estava eu pensando em fazer alguma coisa ligada à edições aqui no blog , milhões de ideias me vieram à mente , e eu resolvi começar por essa , o que vai ser , na falta de nome entitulada de ' mil palavras' , eu e minha querida mm! vamos sempre que acharmos algum texto , frase , prosa , poesia ou afins , que acharmos legal , postar aqui . Até porque é bem útil dividir isso com vocês , concordar ou não , até pra gente conhecer um pouco mais de alguns autores e escritores , famosos ou não , pra colocar em profile , refletir , motivar , tirar da fossa ( ou te colocar nela), fazer chorar , rir , e um pouco mais de todos esses feelings únicos que a leitura nos trás , não é mesmo? espero que gostem (:
no próximo post , acima , eu começo guys !
beijos .

tenho andado distraído, impaciente e indeciso

Tem dias que tudo parece muito certo, concreto e exato, e já deveria saber que isso é temporário se tratando de mim, deveria saber mas nunca sei. E como há dias para a segurança, há dias para a insegurança também, sendo que é uma escala 1:340 praticamente. Ás vezes penso que se fizesse uma linha do tempo com meus pensamentos transitórios, ao final do dia ficaria parecida com aquelas que a gente faz para estudar pra prova de História, com os acontecimentos rápidos demais pra conseguirmos compreender exatamente o que são ou o que significam, é.
Algum filósofo importante disse "Uma vida sem reflexão não merece ser vivida", mas será que ele tinha dimensão do quanto de dor uma reflexão pode gerar ? Fico imaginando se todo mundo fica questionando, pensando e remoendo tanto que nem eu, se quem vai vivendo por instindo, sem pensar em algo, é mais feliz, mas nunca cheguei a uma conclusão, tem seus prós e tem seus contras. Eu sei que vocês sabem, eu sei que vocês sabem como é difícil querer ter certeza de um tudo e no final, não ter certeza de nada. Talvez seja essa a essência da adolescência, não é ?

terça-feira, 27 de abril de 2010

again and again and again

A cada movimento um erro, se tivéssemos uma cota de erros diários, posso dizer que com certeza ultrapassaríamos a mesma. Pisamos pro outro lado, pisamos em falso, caímos; levantamos, tropeçamos na pessoa do lado, nos seguramos a ela e de repente caímos de novo. Se você está lendo isso agora e acha que por pelo menos um dia você conseguiu fazer tudo certo, seria legal você continuar lendo. Se você acha que eu estou falando grego e acha que é impossível errar tanto em apenas 24 horas, eu questiono sua sanidade (já foi comprovada a falta da minha há tempos). Errar é como ver aquela bomba de chocolate na padaria, correr para comprá-la, morder e perceber que estava estragada. A partir daí você decide, se quer continuar comendo pelo dinheiro que você gastou ou se quer jogá-la fora e comer outra coisa.
Sabe, dizem que a grande vantagem de errar e aprender com o erro e não cometê-lo mais, é cair e saber levantar. Mas daí eu fico pensando, será que no final a nossa cota de erros pode ser revertido em no mínino acerto se quer ?
xx

sábado, 24 de abril de 2010

nem sim , nem não , indecisão .


Olá !
Bom , primeiramente , tente abrir sua mente , não estou fazendo propaganda de sapato com a foto acima , risos .
Hm, você talvez pense , eu pensei que , esse post vai parecer uma continuação daquele meu último agora , em que eu falava sobre o quanto complicamos as coisas , depois de uma certa fase e de como víamos a coisa na essência quando éramos crianças , sem a menor chance de não sermos felizes .
Esse post fala sobre indecisão , seja da coisa mais simples entre salgado de queijo ou de pizza , até coisas mais 'sérias' , de maior proporção como mundanças e escolhas que tomamos na nossa vida .
Pensando na mesma linha do outro post , essa indecisão talvez venha do fato de sempre pensarmos no ' mas se eu fizer isso ...' sempre ver o lado negativo e as consequências , talvez isso seja a real maturidade , talvez não , se , de repente , nós deixássemos o inconsciente falar mais alto , longe de padrões impostos , longe de regras e poréns , acredito eu , que estaríamos mais próximos do que chamamos de 'ouvir o coração' , ou talvez não , seja só um acesso de loucura meu , nesse sábado com cara de domingo .
Pode ser que seja porque temos realmente , muitas opções , incertas , boas e ruins , a gente nunca acha 'aquela' opção , que tem tudo melhor , sempre tem pontos e contra-pontos , e a gente aprende a lidar com isso , errando , caindo e levantando , mas a raiva que dá quando escolhemos a teoricamente errada , só a gente sabe , afinal , é a sua vida, e pensar que trocamos o sim pelo não , o certo pelo incerto , é frustrante .
E vocês , por que acham que somos tão indecisos ? mil beijos .

terça-feira, 20 de abril de 2010

veja você, quando é que tudo foi desabar ?

Ok, hoje vou precisar usar esses espaçinho aqui no blog pra desabafar, estou precisando disso a um tempinho já, acho que percebe-se isso nos meus posts anteriores.
Estou um caco, tendo crises nervosas todos os dias, contestando coisas que eu nunca pensei em duvidar, vendo meus objetivos virarem pó só pela dificuldade momentânea (ounão) que estou tendo. Minhas notas na escola não estão como eu desejo, em Matemática a coisa está feia, nada parece fazer sentido no meio daqueles números, e o pior de tudo é que eu não vejo "moral" nenhuma em aprender essas coisas, porque eu tenho certeza que não vou fazer nenhuma faculdade que se precise saber resolver uma equação irracional, literal e derivados. Tenho me estressado cada dia mais com aquelas pessoas que não se dão nem o trabalho de abrir o livro e ler pelo menos, chegam na prova, colam e tiram nota na média, e aí eu aqui me mato de estudar, deixo de fazer as coisas que eu gosto pra me dedicar, faço os deveres direitinho e chega na prova, dá um troço e eu tiro ou na média ou abaixo, como aconteceu agora.
Isso tudo na escola é só a ponta do iceberg, foi o estopim pra eu desabar, cair sem nem pestanejar e me afundar nas minhas próprias mágoas, nas minhas lágrimas nervosas. Está tudo tão confuso, tudo saiu do lugar, algumas pessoas ficaram estranhas, o mundo recebeu um toque cinza que me deixou tonta, tonta com tanta coisa caindo ao mesmo tempo. Os sentimentos começaram a se misturar uns com os outros, formando uma combinação que só me fez enfiar a cara no travesseiro, chorar e aparecer com olheiras que estão aqui a quase 1 semana e não somem de jeito algum.
xx

sexta-feira, 16 de abril de 2010

eu começo por onde a estrada vai .


Hoje acordei nostálgica , lembrando e relembrando vários momentos importantes e outros um tanto quanto inúteis para mim , busquei umas fotografias e lá fiquei , em outro mundo até que a realidade me acordasse para estudar física .
Hoje admiro a minha infância , não só a minha , como a de todos , essa minha alta crítica de tudo , essa chatice , esses vícios e essa mania insuportável de transformar tudo mais difícil eram coisas inimagináveis para mim , realmente.
Dificultar , fazer tempestade em copo d' água , aumentar os problemas , ver tudo com uma lupa , nossa , já me falaram vários nomes , para a única verdade que é , não enxergar a felicidade nas coisas mais simples , não dar valor ao que se tem enquanto é tempo , clichê isso , não ?
Pois é , o clichê vem sido a solução , a gente realmente quer sempre mais e acaba não olhando pra nossa realidade , a gente parte pra outra , outros desafios e pode ser que sim , pode ser que não , mas há uma grande probabilidade de piorar a sua vida , nessa hora , como lidar ? haha .
É isso , quando você se sente distante da SUA felicidade , acho que não só eu , como todos , percebemos que um simples pôr-do-sol, já nos enche de alegria .
Esse post pode parecer aqueles de auto-ajuda , sabe ? mas não foi a intenção , na verdade não tem um objetivo claro , eu escrevi aleatóriamente sobre um tema que me ronda já faz um tempo ; felicidade.
E é isso que a gente tem que buscar , nas trevas , se for necessário , porque se não , nada vai fazer sentido , e depois de um erro cometido , por mais saudável que seja , outros milhares virão em sequência , e aí eu já não sei se é saudável ou não .
Como já disse , a felicidade está nas coisas mais simples , hábitos sutís que quase não vemos a olho nu , e o valor só é dado quando perdido , uma simples risada de manhã , uma canção que te alegre , futilidades , besteiras , bobagens , nada como elas pra agitar um pouco mais nosso calendário , e sem elas , o que seríamos nós ?
E você , se sente uma pessoa completa ou tá sempre querendo mais , achando que podia ser melhor ?
beijosss :*

Shy That Way

Quando não dá pra desgrudar os olhos do rosto dele, mesmo quando nos enforçamos, quando a respiração falta ao vê-lo chegar, a gente sabe lá no fundo que dava pra se acostumar com ele, literalmente e realmente, ao seu lado.
É sempre dificil admitir que a última pessoa que você pensou que fosse te encantar, afinal, te encantou e foi em cheio. Se as pessoas que você quer passar longe são exatamente os amigos dele, se você sempre sonhou com um moreninho de cabelo cacheado e ele é branquinho de cabelo liso, se tudo é oposto entre você e ele, é uma vergonha admitir aquele velho clichê "os oposto se atraem", mas vou te contar amiga, que isso é mais comum do que você imagina.
Tudo conspira para o não, mas você é teimosa e cisma para o sim. Seja teimosa, não é fácil, mas de vez em quando é bom bater o pé por algo que irá te fazer feliz. Insista até conseguir, ou até desistir e seguir a vida sem peso na consciência de não ter tentado. Nervosa ? Ansiosa ? Comigo também não é diferente. Só não me perguntem o que "bater o pé e insistir" significa na prática, descubra por si mesma, que eu tentarei descobrir sozinha também.
XX

domingo, 11 de abril de 2010

Cinema e Vida

Hey bloggers!
Estava eu lendo meu livro chamado "Como a Geração Sex-Drugs-And-Rock N' Roll Salvou Hollywood", e uma das características do cinema naquela época, anos 70, era os diretores expressarem seus ideais, sentimentos e os problemas da época nos filmes, e de certa forma "agredindo" o espectador, jogando os fatos nas suas caras. Daí me vem George Lucas fazendo sucesso com "Star Wars" e mudando o estilo do cinema revolucionário, voltando a fazer filmes ingênuos, infantis, com uma narrativa linear com apenas uma história para contar, e aí que começa toda a história de "americanização" dos filmes, aquela coisa comercial, com um bando de tias usando diamantes e fazendo compras no East Side bem no estilo "Sex and The City" ou "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom". E toda essa história me remete a situações comuns (I think) do nosso dia-a-dia, em que quem resolve mostrar os fatos, quem encara, quem é vulnerável pelos sentimentos e pelos fatos, quem gosta do diferente e faz parte do mesmo, é criticado fervorosamente, sem dó nem piedade. Mas aí, os que preferem passar um dia no shopping sem querer ver o mendigo que não tem o que comer, quem resolve que a melhor maneira de passar pelas coisas é ignorá-las e quem prefere o fácil ao certo, é tratado com uma pessoa sã, ótima e linda. Para resumir tudo isso, achei uma frase maravilhosa de Milius: "É fácil ser cínico, difícil é ser sentimental." E, como eu adoro frases, citações, etc, para fazer mais uma ligação dessa situação que descrevi com o cinema, pego essa fala de William Friedkin: "O que aconteceu com 'Star Wars' foi o mesmo que quando o McDonald's se estabeleceu e o gosto por boa comida desapareceu. Agora estamos num período de involução. Tudo está sendo sugado para dentro de um grande redemoinho."
E aí, o que vocês acham ? Sei que posso estar sendo radical, mas eu vejo as coisas dessa forma, meu jeito radicalmente de ser. Ah, e quero agradecer à Luiza Galvão porque parte da ideia desse post veio dela.
Beijon
PS: Para os que curtem George Lucas, sorry, eu não gosto do trabalho dele (nem dele) e para os que curtem "Star Wars", sorry também.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

tributo los hermanos .

Bom people , eu frequento as comunidades dos los hermanos e derivados e uma das que eu mais entro é a do marcelo camelo , lá eles lançaram o projeto ' TRIBUTO : LOS HERMANOS ' , a intenção não era fazer um cover dos LH , era realmente fazer um nova leitura das músicas , sem alterar a letra .
Deu certo , as pessoas da comunidade gostaram e mandaram suas versões , o projeto saiu e confesso que estou um pouco atrasada .
Todo mundo tá divulgando e achei isso aqui uma bela forma de contribuir e cá estou fazendo uma propaganda legal , porque a gente tá sempre aqui , na internet , sem ter o que fazer , não custa nada dar uma forcinha até pra conhecer , ficou encantador , e eu divulgo porque aprovo .
Todos se dedicaram mesmo , as versões ficaram com um toque especial , umas mais só o violão e tal , o trabalho dos organizadores fez valer o trabalhoso projeto , a capa está linda , por sinal .
eu deixo aqui o link do blog - http://projetotributo.blogspot.com/
e no final do post vai ter o link do megaupload , é seguro , sem vírus eu baixei ,rs .
e , caso tenham dúvida eu vou deixar o link direto do megaupload nos comentários .

é só , eu aprovei , achei maravilhoso , espero que gostem , e por favor , comentem !
Bom , que venha o tributo los hermanos II !
beijos .

terça-feira, 6 de abril de 2010

Estilo, expressão e tudo junto no LookBook

Hi bloggers!
Então, nessa tarde chuvosa (e muito) que ninguém pode sair de casa, etc e tal, venho trazer pra vocês um site de relacionamentos, tipo orkut, twitter e derivados, que eu ando de olho a um tempinho já.
É o LookBook, já ouviram falar ? Você cria uma conta e coloca vários looks seus e os outros podem ver e comentar. Lá você acha pessoas do mundo inteiro com estilos lindos e diferentes, acompanha as tendências, se inspira para uma combinação de roupas, acha acessórios que goste e etc.
Não sei vocês, mas eu tenho uma paixão-não-revelada por moda, adoro a forma como uma roupa pode representar suas opiniões, e gosto de variar nas minhas roupas, odeio usá-las iguaizinhas sempre, tento dar uma mudada toda vez. E o LookBook é uma ótima oportunidade pra ver como você fica nas roupas e se expressar virtualmente por meio delas, aqui vai o link: http://lookbook.nu/
Eu AINDA não tenho LookBook, mas se vocês tem ou fizerem um me mandem o link, para eu dar uma olhada, aqui nos coments ou pelo twitter (@_marinacp).
Beijon xx

sexta-feira, 2 de abril de 2010

E ACREDITAM NAS FLORES ,


VENCENDO OS CANHÕES !


Foi um período muito tenso , mas não deixou de ser apaixonante , toda essa mobilização nacional , essa luta pelo que acreditavam sempre me balançou , me apaixonou e me vidrou , as histórias da nossa temida ditadura militar são tristes e muito emocionantes , fico eufórica com tudo isso , aliás , que adolescente típico que conhece não fica ?
Enfim , quarta feira, dia 31 de março foi aniversário do golpe de 46 anos , é , juro que tentei fazer no dia mas eu tava atolada com trabalhos e tudo mais.
Aproveitando a data , eu não pude deixar passar em branco , foi algo extremamente marcante e importante pro país e eu realmente queria ter nascido nos anos 4o , mas chega de anacronismo , eu acho que tudo naquela época foi digno de aplausos , operários em contrução que lutaram , sofreram e foram torturados por carregarem consigo mesmo ideias que valem ouro e não um ensino de faculdade , de outro lado a elite cultural se mobilizou também , um exemplo , Francisco Buarque , ele não precisava , mas fez ! Canções tão maravilhosas , algumas censuradas , outras não, e quando começaram a censurar todas , surgiu julinho de adelaide , a prova viva de que o amor pelo que se pensa é maior do que qualquer dinheiro e situação econômica .
Essa época de censuras, torturas e muitas organizações estudantis nos revelou o quanto o ser humano é sim ligado ao amor e a um país melhor para todos , quem não sabia quem era marx se uniu , porque sabia o básico , ele queria ser livre e queria um país IGUAL pra todo mundo , isso já valeu , isso encheu a todos de forças pra encarar soldados militares e lá foram , caminhando e cantando e seguindo a canção .
Nos revelou também ídolos , nacionais e mundiais , exemplos de vida e luta .
bom ,amanhã vai ser outro dia .
mil beijos , e feliz páscoa , gatinhos .

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Inconsciente Incerto



Olá pessoinhas :) Menina linda da foto, quero ser assim QQQ Então, eu estava lá feliz pensando em um textinho qualquer e acabei, do nada, escrevendo um negoço e no final acabou ficando bom, e principalmente, verdadeiro (eu acho né '-').

"É, quando você percebe que a vida lá fora é complicada, que as pessoas nem sempre te entendem, e ainda mais, quando você não tem certeza se seu sol vai voltar amanhã, o lógico seria querermos voltar e se esconder embaixo da mesa. Mas não, somos tão estranhos que queremos mais e mais o complicado, o imcompreensível e o incerto, e por mais que não reconheçamos, a incógnita do amanhã é o que nos impulsiona, insconscientemente é claro, acabamos nos atirando mais e mais em fatos que não são fatos, nas ilusões, e daí é que nasce a esperança, esperança que vai se esvaindo lentamente com nossas expectativas conturbadas."

Gostaram ? Eu me sinto um pouquinho assim, como pisando em terreno inimigo, entendem ?

Beijon